Os Livros Ardem Mal

A noite passada deitei-me com este

Posted in Noitadas by Pamplinas on Domingo, 19-04-2009

subconsciente4

«Pela terceira vez o inspector Ryan, da Scotland Yard, atendia Mrs. Plumb, a dolorosa mãe da vítima. Grave, ele disse:
– Ainda nada temos de concreto, Mrs. Plumb. Mas vou dizer-lhe algo que vai impressioná-la, que talvez lhe dê algum conforto moral…
– Ainda haverá confortos para mim, inspector?
– Acabo de receber o relatório da autópsia na Medicina Legal. Contra a nossa convicção, a da senhora e a dos jornais, sua filha, Mrs. Plumb, estava virgem. Morreu imaculada.
– Ainda honesta? – surdinou a mãe, com espanto.
– Exactamente. E este facto, desorienta-nos. Que classe de relações mantinha ela, então, com o homem com quem vivia? É estranho, não lhe parece?
Num pudor nervoso, a abafar os soluços, Mrs. Plumb murmurou:
– Sim… Estranho!… Como já lhes disse, ela ia fazer agora 17 anos, mas desde os 15 que eu andava preocupada. Ela era muito livre… Uma rapariga com personalidade, como agora se diz… Gostava de namorar… Eu não ignorava que ela saía com rapazes…»

W. Strong-Ross, O Subconsciente Viu os Crimes, Coimbra Editora, Lda, 1959, p. 9. [Tradução de Francisco de Azevedo, capa de Pedro Neiva]

Anúncios

Comentários Desativados em A noite passada deitei-me com este

A noite passada deitei-me com este

Posted in Noitadas by Pamplinas on Sábado, 28-02-2009

 mriocarvalho

 

No país hiperbóreo veio de lá um homem e disse:
– Tivesse eu uma alavanca e levantava o mundo!
Veio outro e disse:
– Tivesse eu um mundo e levantava alavancas.
Aqui começou a mais áspera desde sempre guerra religiosa.

                Mário de Carvalho, Fabulário, Lisboa, & etc, 1984.

Comentários Desativados em A noite passada deitei-me com este