Os Livros Ardem Mal

Arménio Vieira (IV)

Posted in Autores by Osvaldo Manuel Silvestre on Terça-feira, 15-07-2008

QUEM PASSA?

Dado que o poema, rimado ou não,
é apenas um eco daquele som,
antiquíssimo e áspero,
com que Homero tentava furar
os tímpanos de Zeus,
quem se arrisca a jurar
que os poetas passam
pelo buraco de uma agulha?

Os camelos esforçam-se,
mas em vão.

As putas até rezam,
porém não passam.

O Rei da Macedónia, voilà,
parte a agulha e passa.

Anúncios

Comentários Desativados em Arménio Vieira (IV)

%d bloggers like this: